top of page
Buscar

Planilhas Técnicas

Atualizado: 10 de mai. de 2021



Apesar da praticidade e agilidade oferecida pelos softwares de dimensionamento estrutural disponíveis no mercado, não é aconselhável que o profissional aceite, sem qualquer análise mais apurada, os resultados que os referidos programas indicam após o processamento de uma estrutura. A verificação dos resultados deve ser feita em todos os projetos, pois nesta verificação identificam-se possíveis erros no modelo estrutural adotado.

Durante a nossa trajetória profissional, desenvolvemos algumas planilhas que nos auxiliam no desenvolvimento de projetos ou durante a validação desses resultados. Por acreditar que elas podem contribuir na difusão do conhecimento técnico, compartilhamos as mesmas com nossos colegas engenheiros. Ressalto que, da mesma forma que os softwares precisam ser verificados, essas planilhas também devem, pois a responsabilidade técnica de um projeto é de seu autor, e não do desenvolver do software.

Abaixo, uma relação de algumas planilhas que desenvolvemos, testamos e consideramos tecnicamente adequadas:

1) Dimensionamento de Cálices, desenvolvida com a teoria indicada por Leonhardt. A mesma permite a escolha da vinculação das paredes em bi-apoiadas, engastadas ou engastadas plastificadas (como no TQS), o que influencia diretamente na armação e, consequentemente, na espessura da parede.

2) Dimensionamento de Consolos e Dentes Gerber, desenvolvida considerando as verificações feitas pela NBR 9062, e verificações indicadas pelo Professor Mounir El Debs, no seu excelente livro.

3) Dimensionamento de Calhas e Tubos de Descida - Apesar de não ser voltada à área estrutural, essa planilha permite o dimensionamento de calhas, segundo os critérios da NBR 10.844/1989. Geralmente as calhas são exageradamente dimensionadas, o que pode exigir vigas (pré-fabricadas) com mesas superiores muito maiores do que o efetivamente necessário.

4) Determinação de Carga de Ruptura de Chumbadores (Efeito de Pino), desenvolvida considerando as Cargas de Ruptura de acordo com a norma Italiana, o PCI, Leonhardt e também a indicada no livro Manual Munte de Projetos em Pré-Fabricados de Concreto.

5) Dimensionamento de Elastômeros (Simples / Fretados), desenvolvida considerando as verificações feitas pela NBR 9062, e verificações indicadas pelo Professor Mounir El Debs, no seu excelente livro.

6) Dimensionamento de Escadas Autoportantes, desenvolvida à partir das notas de aula do Professor Valdir Zerbinati.

7) Dimensionamento de Lajes Treliçadas (EPS) considerando o enchimento em blocos de EPS. Para a utilização de blocos cerâmicos o valor do peso específico do material precisa ser ajustado manualmente.

8) Na planilha Memória de Cálculo de Alças de Içamento, é determinada a resistência de alças de içamento para peças pré-fabricadas.

9) Dimensionamento de Furos em Vigas - Esta planilha dimensiona os furos em vigas, utilizando armaduras assimétricas, tanto para o banzo superior como para o banzo inferior. É possível determinar o percentual de carga de cisalhamento a ser absorvida por cada banzo, além da possibilidade de introdução de carga normal (protensão), o que alivia muito a armação necessária para o reforço do furo. Este dimensionamento foi desenvolvido à partir das notas de aula do Professor Validr Zerbinati, com o Processo das Zonas de Solicitação.

10) Dimensionamento de Vigas armadas submetidas à Flexão Normal- Esta planilha faz o dimensionamento estrutural de vigas bi apoiadas, a partir de dados de carregamento introduzidos na mesma. A torção também pode ser considerada.


11) Dimensionamento de Vigas armadas submetidas à Flexo-Compressão - Esta planilha faz o dimensionamento estrutural de vigas, à partir de esforços introduzidos manualmente. A torção também pode ser considerada. Este dimensionamento foi desenvolvido a partir das notas de aula do Professor Valdir Zerbinati, com o Processo das Zonas de Solicitação.

12) Dimensionamento de Vigas Mistas, desenvolvida para construção não-escorada.


13) Cálculo do Alongamento de Cordoalhas.

5.799 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 Comments


Como sugestão, ao excelente material acrescentaria vigas flexo-tracionadas (bastante frequentes quando se utiliza modelo de porticos espaciais) e tirantes.de concreto

Like

ANTONIO MARCOS
ANTONIO MARCOS
Oct 10, 2022

PARABÉNS!

EXCELENTE CONTEÚDO.

Like
bottom of page